domingo, 21 de agosto de 2011

Segredos...

Vicent Van Gogh

A humildade de coração não exige que te humilhes. Mas que te abras.
É o segredo das permutas. Somente então poderás dar e receber.
(Exupéry)


quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Momentos

Vamos sendo um bocadinho de cada um daqueles que amamos e com quem nos encontramos. São estes os momentos de vida eterna.

Fica a foto bonita dos amigos Zé e Victor ... O Victor é o médico que nos tem ajudado e apoiado nesta fase da doença da minha mãe.

sábado, 13 de agosto de 2011

A estrada da confiança

Faz-nos trilhar, Senhor, a estrada da Confiança. Dá-nos um coração capaz de amar serenamente aquilo que somos ou que não somos, aquilo com que sonhámos ou as coisas que não escolhemos e que, contudo, fazem parte da nossa vida.
Ensina-nos a devolver a todos os Teus filhos e a todas as criaturas a extraordinária Bondade com que nos amas. Não permitas que o nosso espírito se feche no medo ou no ressentimento: ensina-nos que é possível olhar a noite não para dizer que pesa em todo o lugar o escuro, mas que a qualquer momento uma Luz se levantará.
Dá-nos ousadia de criar e recriar continuamente mesmo partindo daquilo que não é ideal, nem perfeito. E quando nos sentirmos mais frágeis ou sobrecarregados recebamos, com igual confiança, a nossa vida como um Dom e cada dia como um dia de Deus.

José Tolentino Mendonça
In Um Deus que dança

(Leio com gosto, em cada dia, alguns trechos deste livro)

O sol que brilha hoje ilumina o meu dia com mais brilho, levantei-me cedo, aguardo a chegada do Riki e da Nancy, sobrinhos queridos que vêm estar connosco. O Meu coração prepara-se e alegra-se, sou assim...


sábado, 6 de agosto de 2011

Fazendo caminho...


Acordei como de costume com a minha mãe a chamar por alguém, era a hora de se começar a tratar dela, convém que seja cedo, é melhor para o seu conforto… Levantei-me e pareceu-me que o dia se mostrava um pouco cinzento e hoje comecei-o com algum custo, experimentava ainda aquele abatimento que já vinha de ontem e não passara de todo.

Mais tarde, feitas as tarefas principais deitei-me de novo aqui nesta cama a seu lado, para descansar e rezar um pouco… Rezei o Salmo 84 da Liturgia de amanhã. E precisei de chorar bastante à medida que ia rezando e reflectia ajudada pelo passo-a-rezar.net.

Agora que o dia foi correndo vejo que o cinzento que me pareceu ver e sentir de manhã, só tinha acontecido dento de mim, o céu manteve-se azul e o dia ameno com uma pequena aragem que só veio para me ajudar e acariciar.
Deixo o Salmo e esta frase que foi fazendo parte do meu caminho…

“Meu Deus, sei que estás comigo, que me amas e acolhes, conduz-me nos teus caminhos”!

Deus promete paz para o seu povo e para os seus amigos
e para todos os que se voltam para Ele de coração.
A salvação está perto dos que o temem
e a sua glória habitará na nossa terra.

O amor e a fidelidade vão encontrar-se.
Vão beijar-se a justiça e a paz.
Da terra vai brotar a verdade
e a justiça descerá do céu.

O próprio SENHOR nos dará os seus bens
e a nossa terra produzirá os seus frutos.
A justiça caminhará diante dele
e a paz, no rasto dos seus passos.