sábado, 29 de junho de 2013

Foi por Ti Senhor


A Igreja celebra hoje a festa de S. Pedro e S. Paulo, duas figuras que são para cada um de nós, exemplo de serviço e fidelidade a Jesus Cristo. Deixo uma oração que resume a adesão de S. Pedro e o seu desejo de entrega.


Onde iria eu sem Ti Senhor
Se Tu falas e eu oiço o mar
Irei conTigo onde quer que vás,
Onde quer que o vento sopre,
Até ao dia em que o mar me levar
Eis aqui o amigo em quem Tu confiaste

Padre Nuno Tovar Lemos, sj


quinta-feira, 27 de junho de 2013

Entrega



«Senhor…
Dá-me pés de barro, para que,
quando vierem terrenos pedregosos,
eu sinta que só Tu és a força e o caminho.
Dá-me um olhar cristalino,
para que possa ver-Te sempre presente
em cada rosto desfigurado, marginalizado,…
Dá-me mãos abertas para acolher
todos os que são abandonados,
vivem na solidão,…
Dá-me um coração de carne 
para amar sem medida,
sempre…
Dá-me coragem para denunciar a mentira,
Humildade para assumir os meus erros,
Humor para rir das minhas asneiras,
E, quando no fim,
como grão de trigo eu cair à terra,
a minha Fidelidade e Felicidade,
nesta entrega total a Ti,
Façam germinar Homens e Mulheres
loucamente apaixonados 
pelo anúncio do Teu Evangelho. Ámen»

Padre Luís Miranda


Foto do Salvador


segunda-feira, 24 de junho de 2013

Os canteiros da minha casa


"Pensando bem, ler não é mais do que criar um pequeno jardim no interior da nossa memória. Cada livro vai trazendo alguns elementos, um canteiro, um carreiro, um banco onde podemos descansar quando estamos cansados”. Susana Tamaro

E assim vou acrescentando canteiros ao nosso jardim. Sim “nosso”, meu e do papi. Na nossa casa cheia de memórias habitam recordações, saudades e silêncios, mas também a alegria e o perfume das flores.
Sempre que encontro motivos, planto um canteiro que precisa muito cuidado e rego-o com atenção redobrada, pois cada canteiro é pertença do jardim, onde, pelo fim da tarde, passeio um pouco na companhia de Deus. Aprendo com Ele como se pode viver de memórias e de confiança.

" E a confiança permite-nos tanto"…(P.José Frazão, sj)


sábado, 22 de junho de 2013

A amizade tem sabor...

“A amizade não se alimenta de encontros episódicos ou de feitos extraordinários. A amizade é um contínuo. Tem sabor a vida quotidiana, a espaços domésticos, a pão repartido, a horas vulgares, a intimidade, a conversas lentas, a tempo gasto com detalhes, a risos e a lágrimas, à exposição confiada, a peripécias à volta de uma viagem ou de um dia de pesca. A amizade tem sabor a hospitalidade, a corridas atarefadas e a tempo investido na escuta.”

In: Ao lado do teu amigo, nenhum caminho será longo
P. Tolentino Mendonça


Tem de facto "sabor bom" porque sabe bem, o pequeno trecho do livro deste um escritor/poeta de que gosto muito. Da amizade diz que é exposição confiada, escuta, tempo, oferta e acolhimento do dom.  
Por isso, por este pouco e quase tudo, aqui volto à convivência dos amigos e dos leitores, ainda que seja só para colocar coisas belas que outros escrevem e eu acolho como um dom à minha existência.
É que a vida é mesmo feita de acontecimentos onde o outro, o amigo, está implicado.


terça-feira, 4 de junho de 2013

Chamo-Te


Chamo-Te porque tudo está ainda no princípio
E suportar é o tempo mais comprido.

Peço-Te que venhas e me dês a liberdade,
Que um só de Teus olhares me purifique e acabe.

Há muitas coisas que não quero ver.

Peço-Te que sejas o presente.
Peço-Te que inundes tudo.
E que o Teu reino antes do tempo venha
E se derrame sobre a Terra
Em Primavera feroz precipitado.

Sophia de Mello Breyner 


segunda-feira, 3 de junho de 2013

Jesus no mundo todos os dia...


Jesus Cristo é Deus presente no nosso mundo todos os dias. E o pálio é o manto, o abraço, com que nos acarinha e envolve. De pálio (pallium) vêm os cuidados paliativos, que não são apenas os cuidados médicos que são prestados aos nossos doentes terminais; são sobretudo a expressão de um amor maior, de um manto maior, que nos envolve e nos salva em todas as situações.
(Gianluigi Peruggia,L’abbraccio del mantello, Saronno, Monti, 2004)

Não conheço o autor, mas lendo este pequeno trecho não podia deixar de fixar nele o olhar e o coração. Sim! Este é o Jesus que eu conheço... Presente, por vezes silencioso mas terno, cujo abraço me envolve todos os dias. É deste Cristo que posso alimentar-me e é Nele que posso confiar como um Deus presente. Ele é o puro que se deixa tocar por mim.


mesadepalavras.wordpress.com/2013/06/01/quando-o-dia-comeca-a-declinar

Foto: Capela da Árvore da Vida