sábado, 31 de julho de 2010

Celebrar a vida


Alegra-te porque um novo dia chegou, trazendo o sol, as flores e todas as águas do mar... Tudo para te saudar!
A vida é bela há que vivê-la com alegria e celebrá-la como um dom do Amor de Deus. Parabéns!

sábado, 24 de julho de 2010

Pensamentos


A propósito de uma conversa com uma amiga e da frase "Quem ama liberta..."
Tenho pensado que o amor verdadeiro me levará a fazer tudo o que de mim depende para o bem e para a liberdade do outro, sem que seja preciso estar sempre a calcular ou a medir.

‘Dá-me o teu coração, ama-me como és’. Se esperas ser perfeito para te entregares ao amor, nunca me amarás.

Li algures estas palavras e sei que Jesus as vai segredando ao meu ouvido em cada dia, mas sobretudo nos momentos em que julgo que a minha vida precisa de encontrar novo sentido e na solidão das minhas noites mais escuras, procuro novas formas de a viver e novos horizontes a descobrir.

Fazer do momento presente, o momento de amar tudo em todos é uma solução e uma verdade que não me leva a ilusões e não pode deixar que o "amor" me magoe e me torne frágil. Este é um desejo de verdade que nunca acabará em mim. E a mentira é a face mais visívil do desamor que se pode experimentar.

Se deixo um coração magoado nunca deixarei o outro livre porque fica preso pela mágoa e pela dor que lhe causo...
Estas são ideias que me surgem e que não têm rosto visivel, nem se referem a ninguém em especial ... mas de facto reflectindo-as dão-me a certeza de que o amor verdadeiro é exigente, implica oferecer a vida sem mais nada e sem qualquer retorno por aqueles que amamos.
Alice

(Foto da Serra da estrela)

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Uma simples linha...

Comecei a fazer tratamentos de fisioterapia há uma semana, é um esforço que devo, preciso de fazer para melhorar a minha força muscular que se tem degradando lentamente. Mal me fui dando conta disso, a não ser pelas quedas constantes.
Então... mais algumas pessoas entraram minha vida e passaram a fazer parte dela... O médico os fisioterapeutas, a recepcionista... E duma forma particular o Keita.
O Keita é um terapeuta, Guineense, com gestos de bondade e ternura pelas pessoas. É ele que me trata com as suas mãos fortes e ao mesmo tempo suaves!
Ontem no entanto voltei a cair aqui em casa e não consigo caminhar sem apoio...
Sinto alguma melancolia, no entanto não me sinto infeliz... o sol passa pelas frestas da persiana meio fechada e estou com gelo no pé. Sei que preciso cada vez mais de me fazer pequena e simples para aceitar com naturalidade estes acontecimentos.

Depois de mais esta queda, que não consegui evitar, pensei e reflecti bastante em, como é ténue a linha que divide o céu da terra, a linha que separa a morte da vida, o amor do egoísmo...os momentos fortes de alegria dos momentos de desconforto e melancolia...

É assim, como uma espécie de brisa, que passa e me leva ao colo. me transporta de um sitio para o outro, de uma circunstância para outra, dum local onde existe a frescura da agua que corre para instantes de aridez e de sede, da beleza do mar azul para uma paisagem triste mas bela também...

Deixo estas palavras e desejo que sejam de alegria, paz e força, porque eu amo a vida que tenho!

Alice

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Segredos de Deus


Anseio por te falar porque te conheço... Conheço em segredo a tua vida na terra. Deixa-me conduzir-te e conserva no teu rosto a felicidade que só eu conheço bem.

Dá-me possibilidades de te amar e Eu farei maravilhas na tua fragilidade. O meu coração atento vê antes de ti onde está a fonte do amor, não temas! Se caíres será a minha mão forte que te levanta... Olha para a vida a partir do outro, porque também nele existe um desejo de felicidade e de paz... não passes ao lado, não feches os olhos nem o coração.
Serei Eu a Fonte por que esperas! Não fiques à beira aproxima-te... me econtrarás sempre!

Dá-me o teu ser inquieto e permance em Mim, dá-te conta da felicidade que já tens e nem sempre reconheces.
Não tenhas medo de gritar a tua dor... mas não escondas o sorriso da tua alegria ou da tua paz.
Descansa em Mim e acredita que eu estou naqueles com quem te cruzas no dia a dia!

Se ainda duvidas de quanto quero a tua amizade e a tua confiança, fica um pouco em silêncio...
Não tenhas medo de calar a tua dor, não tenhas medo de chorar no silêncio da tua noite...
E, ainda que tenhas de fazer um desvio no caminho que segues... Aproxima-te! Eu estou sempre no "outro", sobretudo no que está caído na beira da estrada e esse "outro", tal como tu, tem a prioridade, fica atenta e vigilante...
Dá-me o teu coração, dá-me a tua oração, dá-me a tua alegria!

Alice

sábado, 10 de julho de 2010

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Por causa de uma simples rosa...


"Só quem faz bem as pequenas coisas é capaz de fazer também as grandes"...
Acredito nisso, tal como acredito que é nos pequenos gestos que revelamos a nossa alma, a nossa força, a nossa alegria e o nosso desejo de constuir um mundo melhor.
É incrível (um milagre mesmo!) como se pode ficar tão marcado por alguém, só porque nos ajuda a apreciar a beleza do mundo à nossa volta... No meu caso, a ver com olhos purificados aquilo que faço, vivo, sinto e desejo...

Têm existido pessoas na minha vida cuja presença é muito marcante! Delas emana uma força e uma sensibilidade que me enternece e fortalece ao mesmo tempo, transformando rios de lágrimas "mornas", em fontes de vida que deseja ser refrescante e bela...
Não sei se esta rosa é minha ou se simplesmente me foi emprestada, mas na verdade rego-a todos os dias e acredito que permanecerá para sempre no meu coração como uma dávida do amor de Deus, que arranja todas as formas de vir ao meu encontro.

quinta-feira, 1 de julho de 2010

"Ama-me por Amor somente"


Ama-me por amor somente.
Não digas: "Amo-a pelo seu olhar,
o seu sorriso, o modo de falar
honesto e brando. Amo-a porque se sente
minh'alma em comunhão constantemente
com a sua".

Porque pode mudar
isso tudo, em si mesmo, ao perpassar
do tempo, ou para ti unicamente.

Nem me ames pelo pranto que a bondade
de tuas mãos enxuga, pois se em mim
secar, por teu conforto, esta vontade
de chorar, teu amor pode ter fim!
Ama-me por amor do amor, e assim
me hás de querer por toda a eternidade.


Madre Teresa de Calcutá