domingo, 15 de março de 2009

Mana, aqui estamos!



"Porque não voas?"

Há alturas na vida em que temos de voar. Não se sabe como nasce esse impulso; porém, sentimos que esse impulso nasce e temos de responder a esse impulso. Se não seguimos esse impulso vamos ficar marcados para toda a vida...

Baptista-Bastos, in "No Interior da Tua Ausência"



E assim, por causa dum pequeno impulso e deste desejo de voar, deixo uma foto onde estou na mão da minha irmã e no local de maior referência da minha infância.
O Meu dedo apontava para um futuro feliz...Como quem estende a mão para receber algo de novo.
A poliomielite veio uns meses mais tarde, sem nenhuma explicação... mas não me impediu de cumprir essa promessa.

Sem comentários: