sexta-feira, 18 de junho de 2010

Saudando a vida



Gosto do cheiro suave e acolhedor das tílias, do aconchego de um parque verde, de passear um pouco com um amigo, que seja capaz de acompanhar o meu passo, de partilhar aquilo que sou ou desejaria ser...
Percebo cada vez mais que há momentos em que não preciso de dizer muitas coisas, basta poder estar e ser eu própria.


(Fotos do parque no Santuário da Srª. do Carmo)

Sem comentários: