sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Dá-me a mão, meu Deus!

Não queria deixar “parar” o meu blogue, mas a vida não me tem sido fácil. E não é só a falta de tempo... mistura-se também a tristeza por ver a minha mãe tão débil e uma sensação de medo que me surge sempre que começo a fazer exames de rotina para pesquisar em todos os cantinhos do meu corpo, se tudo está bem, ou se o cancro “deseja voltar a instalar-se”…
Hoje veio às minhas mãos, juntamente com a reflexão da Liturgia, um pequeno extracto do Diário de Etty Hillesum, que vou deixar aqui.
Li este livro no verão passado e agora fico com desejo de o ler outra vez. É a história de uma vida cheia de desafios, que é partilhada com uma verdade que me espanta.
O testemunho de uma vida difícil, uma jovem tocada por Deus a quem procura encontrar e conhecer cada vez mais. Busca-O verdadeiramente e não desiste até ao fim...

« Meu Deus, dá-me a mão!
Seguir-Te-ei de maneira resoluta, sem muita resistência.
Não me subtrairei a nenhuma das tormentas que caiam sobre mim nesta vida.
Suportarei o embate com o melhor das minhas forças.
Mas dá-me de vez em quando um breve instante de paz.
Não acreditarei, na minha inocência, que a paz que descerá sobre mim é eterna.
Aceitarei o desassossego e o combate que virá depois.
Gosto de me manter no calor e na segurança, mas não me oporei quando tiver que enfrentar o frio, contanto que tu me leves pela mão.
Eu te seguirei para todo o lado e tentarei não ter medo.
Esteja onde estiver, tentarei irradiar um pouco de amor, do verdadeiro amor ao próximo que há em mim.»
Etty Hillesum

1 comentário:

José María Souza Costa disse...

CONVITE
Passei aqui lendo.
Sou um leitor assíduo de blogues.
Mas, estou lhe convidando a visitar o meu blogue. Muito Simplório, e se possivel seguirmos juntos por eles.
Estarei lhe esperando lá. Lhe desejando um Tempo de Paz e harmonia Espiritual.
Te espero lá, com um...
Abraço Fraterno