terça-feira, 18 de dezembro de 2012

VER o Natal no Advento


« O nascimento de Jesus deu-se do seguinte modo: Maria, sua Mãe, noiva de José, antes de terem vivido em comum, encontrara-se grávida por virtude do Espírito Santo. Mas José, seu esposo, que era justo e não queria difamá-la, resolveu repudiá-la em segredo. Tinha ele assim pensado, quando lhe apareceu num sonho o Anjo do Senhor, que lhe disse: «José, filho de David, não temas receber Maria, tua esposa, pois o que nela se gerou é fruto do Espírito Santo. Ela dará à luz um Filho e tu pôr-Lhe-ás o nome de Jesus, porque Ele salvará o povo dos seus pecados». Tudo isto aconteceu para se cumprir o que o Senhor anunciara por meio do Profeta, que diz: «A Virgem conceberá e dará à luz um Filho, que será chamado ‘Emanuel’, que quer dizer ‘Deus connosco’». Quando despertou do sono, José fez como o Anjo do Senhor lhe ordenara e recebeu sua esposa.»
Mt 1, 18-25 

A liturgia de hoje propunha-nos este texto sobre o Nascimento de Jesus e ao ouvi-lo recordei a  pressa e a des-atenção com que tenho vivido estes últimos dias. 
Muito trabalho, poderia dizer... e então para quê? Onde está o essencial, aquilo que é verdade e por isso conduz à alegria e a uma espera tranquila que aos poucos me leve a Belém?
Ao olhar Maria e o Menino, ao ver a manjedoura, sinto-me pobre e desejo ser pobre... Sei que assim, Ele terá espaço e eu terei tempo...
De facto nada me faz falta hoje! De nada preciso mesmo que  algo no meu corpo esteja doente e me cause dor, só queria purificar o olhar para que o Advento me deixe VER o Natal.




Sem comentários: