domingo, 2 de dezembro de 2012

Maranathá



            É bom saber que esperas por todos!
Senhor, ninguém vive tão à espera como tu!

Na tua bondade esperas por todos:
pelos que estão longe e pelos que estão perto.

Pelos que se lembram
e pelos que têm o coração submerso no esquecimento mais fundo.
Pelos que todos os dias te rezam: ‘Vem Senhor’
e por aqueles cuja oração é uma ferida silenciosa, um tormento ou uma revolta.

É bom saber que esperas por todos.
E que na imensidão compassiva da Tua espera,
cada um pode reaprender o sentido verdadeiro da esperança.

                                         P. Tolentino Mendonça, Um Deus que dança, 57.

Sem comentários: