segunda-feira, 26 de maio de 2014

Presente

Por vezes, dou comigo a viver no passado; outras vezes, reparo que fugi para sonhar o futuro... É que o presente nem sempre é agradável, mas é o único espaço que tenho para fazer o bem. O presente também serve para agradecer o passado, colher os frutos e programar o futuro. Regar a árvore da vida é a tarefa do dia a dia. Não posso mudar o ontem, nem garantir para amanhã. Não vá apodrecer-me o único presente que tenho nas mãos.
 Vasco P. Magalhães, sj


Sabedoria esta que me leva a olhar a beleza do presente como algo a agradecer sempre. E assim me detenho hoje, a observar cada umas das flores na sua diferença tocando com afeto  as mãos que as mantêm unidas uma às outras. 
Por vezes a natureza, na sua diversidade e encanto, entra  assim na minha casa, trazida por mãos carinhosas e sorridentes para me convidar a saborear a vida em cuja beleza vejo e escuto Deus.

  

1 comentário:

Edilson Luis Fernandes disse...

Gostei do seu blog, o visitarei com mais frequência. Um grande abraço do seu novo amigo Luis.