quarta-feira, 8 de abril de 2009

Apenas um olhar


“Perdemos repentinamente
a profundidade dos campos
os enigmas singulares
a claridade que juramos
conservar

mas levamos anos
a esquecer alguém
que apenas nos olhou“

(José Tolentino Mendonça)

1 comentário:

Paulo Costa disse...

Este texto recordou-me um que escrevi há algum tempo:http://seguirjesus.blogspot.com/2008/03/o-teu-olhar-de-amor.html
Se tiver oportunidade carregue no link para ler... vale a pena!

Desejo-lhe uma Santa Páscoa!
Abraço fraterno!