domingo, 11 de outubro de 2009

Desejo Teu olhar

Mc 10,17-22
Quando se punha a caminho, alguém correu para Jesus e ajoelhou-se, perguntando: «Bom Mestre, que devo fazer para alcançar a vida eterna?» Jesus disse: «Porque me chamas bom? Ninguém é bom senão um só: Deus. Sabes os mandamentos: Não mates, não cometas adultério, não roubes, não levantes falso testemunho, não
defraudes, honra teu pai e tua mãe.» Ele respondeu: «Mestre, tenho cumprido tudo isso desde a minha juventude.» Jesus, fitando nele o olhar, sentiu afeição por ele e disse: «Falta-te apenas uma coisa: vai, vende tudo o que tens, dá o dinheiro aos pobres e terás um tesouro no Céu; depois, vem e segue-me.» Mas, ao ouvir tais palavras, ficou de semblante anuviado e retirou-se pesaroso, pois tinha muitos bens.

“Preciso de ti Senhor, sem Ti, sem ti serei pobre em humanidade”.
As riquezas deste homem impediram-no de ler tudo isto no Teu Olhar.
E tal como Ele eu preciso de ler e absorver o Teu Olhar de amor e de eternidade.
Aquele homem partiu e Tu não deixas-te de o olhar, fixando-o com amor até ele desaparecer na última curva do caminho.
Aqui me tens Senhor!... E em cada curva do meu caminho, olho para trás porque preciso que me olhes. Desejo o Teu olhar, desejo o Teu amor...
(A minha pequena oração)

Sem comentários: