domingo, 13 de dezembro de 2009

Sonhando um pouco



Caminho mas não são só os meus os passos que me fazem avançar
Sinto a cadência do andar dos amigos, que me levam quase ao colo
Olho para traz, revejo o meu passado nos olhos daqueles que comigo caminham

Estendo a minha mão a pedir aconchego
E nenhum obstáculo impede outras mãos de se aproximarem
Os meus braços abrem-se para receber um abraço
E eis que um beijo suave e cheio de ternura toca o meu rosto

O vento traz uma aragem fria que me faz tremer um pouco
E meu coração começa a bater apressadamente
Deixando-me a face rosada…
Experimento com nitidez o seu batimento,
Mas isso me estimula ainda mais a ir em frente
Na memória de momentos difíceis da minha vida
Em que depois de cair me sinto puxada para o céu…

Na estrada da vida tudo é calmo, distancia-se uma fase oscilante que já passou
Cresce em mim a confiança em ser eu própria a acreditar que o Espírito de Natal acontece
E que posso contemplar o Deus Menino

Alice

(Dedico ao Pep, que não conheço mas cujo blog vou seguindo e me inspirou para este tema)

2 comentários:

Anónimo disse...

Minha querida Amiga!
Que lindo...depois do que acabei de ler é impossível qualquer outro comentário que não este...Que lindo!
Obrigada por nos ofereceres estes magníficos momentos!
Um beijo.
SS

Pep disse...

Muito obrigado. Alice
Dias atrás, que eu não posso escrever qualquer coisa, trabalho, meu filho, eu tento dedicar o tempo que puder. faz o meu blog continua enrederit.
Eu escrevo com o Google e traduzir palavras, talvez, não há erros ortográficos, mas como eu lhe disse que seu blog tem uma sensação de paz que eu preciso mais vezes e estou muito feliz lendo seus poemas.
Esses dias eu perdi um amigo por acidente de carro.
Esta também não será capaz de escrever claramente.
mas ler o que me conforta muito.
Então, obrigado.
Continue escrevendo, por favor.