quinta-feira, 15 de julho de 2010

Uma simples linha...

Comecei a fazer tratamentos de fisioterapia há uma semana, é um esforço que devo, preciso de fazer para melhorar a minha força muscular que se tem degradando lentamente. Mal me fui dando conta disso, a não ser pelas quedas constantes.
Então... mais algumas pessoas entraram minha vida e passaram a fazer parte dela... O médico os fisioterapeutas, a recepcionista... E duma forma particular o Keita.
O Keita é um terapeuta, Guineense, com gestos de bondade e ternura pelas pessoas. É ele que me trata com as suas mãos fortes e ao mesmo tempo suaves!
Ontem no entanto voltei a cair aqui em casa e não consigo caminhar sem apoio...
Sinto alguma melancolia, no entanto não me sinto infeliz... o sol passa pelas frestas da persiana meio fechada e estou com gelo no pé. Sei que preciso cada vez mais de me fazer pequena e simples para aceitar com naturalidade estes acontecimentos.

Depois de mais esta queda, que não consegui evitar, pensei e reflecti bastante em, como é ténue a linha que divide o céu da terra, a linha que separa a morte da vida, o amor do egoísmo...os momentos fortes de alegria dos momentos de desconforto e melancolia...

É assim, como uma espécie de brisa, que passa e me leva ao colo. me transporta de um sitio para o outro, de uma circunstância para outra, dum local onde existe a frescura da agua que corre para instantes de aridez e de sede, da beleza do mar azul para uma paisagem triste mas bela também...

Deixo estas palavras e desejo que sejam de alegria, paz e força, porque eu amo a vida que tenho!

Alice

1 comentário:

Pep disse...

Espero que et posis be, que tinguis força per enfrontar-te als mals moments, des de casa meva i amb la meva petita flama d'esperança t'envio molta valentia i pensaré en tu quan estigui ple d'alegria i així poder-la compartir amb tu, des de la distancia.
Una abraçada.