terça-feira, 9 de outubro de 2012

Convite


O dia estava quente e no céu algumas manchas prateadas davam as boas vindas ao Outono.

O silêncio acentuava-se à medida que me aproximava. 

Sentei-me no chão como dantes, sabendo que o levantar seria difícil. Estas sequelas da pólio acentuam-se com o decorrer de cada dia que passa. Silencío qualquer dor que que distraia o meu pensamento do motivo que me fez vir a este local que, pela sua beleza e simplicidade, aquieta o meu espírito e me ajuda a sonhar. Sendo um lugar de saudade, é ao mesmo tempo um lugar que me faz feliz. Basta-me a Tua graça Senhor! 

E na limpidez do riacho que se torna espelho, na fragilidade dos ramos que lentamente e em silêncio se curvam pelo tempo, na simplicidade da casa que alberga o caminhante, Tu me ajudas a experimentar a riqueza de um silêncio profundo mas cheio de Vida.  

alice