sexta-feira, 3 de outubro de 2008

roda



"Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos,
se não tiver amor, sou como um bronze
que soa ou um címbalo que retine.
O amor é paciente,o amor é prestável,
não é invejoso,não é arrogante nem orgulhoso,
não procura o seu próprio interesse,
não se irrita nem guarda ressentimento.
Não se alegra com a injustiça,
mas rejubila com a verdade.
Tudo desculpa, tudo crê,
tudo espera, tudo suporta.
O amor jamais passará."

Estas palavras são retiradas da 1ª. Carta de S. Paulo aos Coríntios. Sonho aproximar-me dessa forma de AMAR, e este é o meu sonho rezado para que um dia seja realidade na minha vida. Quando? Não sei... Acontecerá um dia por certo, quando eu não o esperar!
Hoje sinto necessidade de as escrever nesta "roda que leva e traz o meus sonhos".

1 comentário:

catarina disse...

Esta carta de S. Paulo é uma das minhas preferidas, pois o amor é tudo o que nos rodeia e de que devemos rodear-nos, olharmos a vida e os outros com amor é um dos caminhos para sermos felizes.

Beijo