terça-feira, 9 de novembro de 2010

O Menino de sua mãe


Observo o menino sentado no chão... Porquê? pergunto-me. Terá sido longo o seu percurso? Ou simplesmente se sentou para ouvir o canto de um passarinho?
Aparentemente ele parece nada recear... e por isso ouso aproximar-me e falar-lhe um pouco... Sento-me ao seu lado, escuto a sua respiração e falo baixinho, com doçura para não o assustar. Falo dos seus olhos cheios de beleza, do chilrear dos passarinhos e do encanto deste dia de Outono.
Será que me entende? Não sei bem, mas a minha intuição "maternal" diz-me que sim pois ele fixa-me com confiança e sorri... Um sorriso cheio de luz!
Passados alguns instantes eis que se levanta e em passos lentos mas decididos prossegue o seu caminho. Ao longe parece-me vislumbrar o final da estrada... alguns passos mais e volta-se acenando com a sua mãozinha pequena...
Faço um pequeno gesto de adeus e procuro reter no coração este encontro que considero simplesmente um dom...

Acordo com o barulho do motor de um carro que passa ao meu lado, abro os olhos... o sono vencera-me e posto de lado o livro que estava a ler tinha adormecido...
Fica a lembrança daquele que para mim sempre será: "o menino de sua mãe".
Alice

(Fotos do meu sobrinho Salvador)

Sem comentários: